Solidariedade, nucleação e visibilidade

Solidariedade:

O PPGMPE vem estabelecendo parcerias com as redes públicas de ensino visando compor redes de solidariedade e, consequentemente, o fortalecimento de várias políticas de educação. Ganha escopo os vários projetos de pesquisa e de extensão de autoria dos professores do referido programa que estabelecem relação direta com questões que estão presentes na Educação Básica e no Ensino Superior. Os projetos de pesquisa e de extensão são constituídos em interação com várias redes de ensino, envolvendo professores, alunos, equipes de coordenação pedagógica, diretores escolares e gestores
educacionais, por sua vez localizadas tanto na região metropolitana de Vitória – ES, quanto no interior do Estado do Espírito Santo.

Cumpre sinalizar que a grande maioria dos professores do PPGMPE e seus discentes atuam em projetos de Formação Continuada de profissionais de educação, tanto em instituições públicas, quanto privadas, com destaque para a colaboração com redes públicas de ensino. Há, ainda, um número que vem se dedicando ao desenvolvimento e análise de materiais didáticos e possibilidades novas / outras de ensino-aprendizagem, principalmente pela via virtual. Destacam-se projetos na área de Educação no Campo; Alfabetização; Pedagogia da Terra; Currículos da Educação Básica; Gestão Educacional, Avaliação, Educação Infantil, Educação Especial, Relações Étnico Raciais Afro-Brasileiras; Educação Ambiental; Medicalização da Educação, Saúde do Professor, Violência Escolar, dentre outras.

A análise dos dados referentes às atividades desenvolvidas por um número significativo de docentes, que, muitas vezes envolvem seus discentes, evidencia compromisso do PPPGMPE com a comunidade externa. Trata-se de consultorias, assessorias, parcerias, cursos de extensão, participação na gestão de projetos maiores que envolvem editais, dentre outros.

Destarte que todos os projetos de dissertação/produtos dos mestrandos também mantêm relação direta com questões que atravessam as políticas educacionais: a formação de professores, as práticas docentes, os currículos, os processos de avaliação da aprendizagem, os temas transversais, dentre outros, que, por sua vez, desafiam as redes de ensino em que os mestrandos apresentam vinculação profissional. Os produtos desses trabalhos reforçam as políticas de solidariedade entre a Ufes e as redes de ensino, uma vez que além da qualificação profissional, apresenta-se para os sistemas de ensino novas-outras alternativas para enfrentamento das questões que transversalizam a educação de crianças, adolescentes, jovens e adultos.

Além disso, a criação do PPGMPE, já em seu primeiro ano de constituição, também reforçou as redes de solidariedade entre a Universidade Federal do Espírito Santo e as redes de ensino e instituições de ensino superior, no que se refere à composição de palestras, assessorias, realização de seminários, dentre outros, contribuindo para que a universidade execute uma de suas frentes de trabalho: a sistematização de redes de solidariedade com a comunidade capixaba.

Tem-se ainda trabalhado em função de estreitar as redes de solidariedade entre o PPGMPE, a Secretaria de Estado da Educação do Espírito Santo, as Secretarias Municipais de Educação, a União dos Dirigentes Municipais de Educação e a União dos Conselhos Municipais de Educação, tanto no que se refere a ações que o PPGMPE pode realizar com essas referidas instituições no campo das políticas educacionais, assim como, na constituição de condições mais favoráveis para que os profissionais da Educação Básica
possam participar do Curso de Mestrado Profissional em Educação com as devidas adequações em seus horários de trabalho e atividades profissionais.

Em 2017, estabeleceu-se uma parceria entre o PPGMPE e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Espírito Santo, por meio do EDITAL FAPES/CAPES Nº 07/2017 – PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS NA PÓS-GRADUAÇÃO - MESTRADO (PROCAP 2017 – ME) – concessão de cotas institucionais de bolsas de Mestrado Acadêmico ou Profissional. Por intermédio dessa rede de solidariedade, o PPGMPE absorveu uma bolsa de mestrado que foi direcionada para uma mestranda do referido programa, contribuindo com sua formação profissional e um maior envolvimento na pesquisa acadêmica.

A direção do Centro de Educação e o colegiado/coordenadores do PPGMPE vêm estabelecendo reuniões e redes de conversação com a Secretaria de Estado da Educação visando compor parcerias no que se refere à ampliação de bolsas de mestrado para os estudantes; flexibilização de seus horários de trabalho para participação nas aulas/orientações/pesquisas; sistematização de eventos para socialização dos projetos de pesquisa/dissertações/produtos das investigações produzidas pelos mestrandos. Tem-se a meta de ampliar esta mesma ação para as Secretarias Municipais de Educação, tendo em vista ser importante garantir aos estudantes condições de estudo e de trabalho, sem nenhum tipo de prejuízo.

Nucleação:

O PPGMPE, já em sua primeira turma, tem trabalhado para a formação de lideranças para a Administração Pública. Conta com estudantes oriundos de vários municípios do Estado do Espírito Santo. Esses profissionais ocupam posição de destaque nos sistemas públicos estaduais e municipais de ensino, destacando-se as Secretarias de Educação e Conselhos de Educação, bem como o Ensino Superior.

As atividades realizadas por docentes e discentes do PPGMPE têm contribuído para a constituição de alguns núcleos bases de pesquisa. Núcleos esses que vem fortalecendo os laboratórios e núcleos já existentes no Centro de Educação, desencadeando investigações coletivas dos grupos de pesquisa, bem como suporte à elaboração das dissertações/produtos dos mestrandos.

Um primeiro núcleo que ganha destaque é o direcionado à Educação Especial em uma perspectiva inclusiva. Já por longas décadas, o Centro de Educação vem contribuindo significativamente com produções diversas que intensificam o direito à Educação para estudantes público-alvo da Educação Especial. O PPGMPE traz em sua constituição um forte núcleo de Educação Especial que investiga e produz sobre a temática em tela, fazendo diálogos com produções/grupos de pesquisa nacionais e internacionais para fomento da temática em tela.

Outro núcleo é o direcionado às questões de linguagem, com destaque para os processos de alfabetização. A Ufes também tem grande notoriedade local e nacional em relação à produção de conhecimentos sobre os processos de apropriação da leitura e da escrita, trazendo, o PPGMPE um núcleo de docentes e discentes que buscam reforçar a temática por meio de investigações coletivas dos grupos de pesquisa e das produções dos
mestrandos/professores.

A gestão de políticas públicas educacionais constitui mais um núcleo de pesquisa do PPGMPE. Por meio de parcerias com o Laboratório de Gestão da Educação Básica, o programa vem desencadeando investigações sobre a gestão de sistemas de ensino, das escolas, dos Conselhos de Educação, dentre outros, apontando reflexões teórico-práticas sobre os processos de implementação, execução e avaliação de políticas, tendo, inclusive, como um elemento transversal a formação de gestores públicos educacionais.

Adotando a Educação do Campo como um eixo de investigação, professores e mestrandos do PPGMPE vêm contando um núcleo de pesquisa que adensam as discussões que o Centro de Educação da Ufes já vem compondo por várias décadas sobre a formação de professores (inicial e continuada) para o campo, bem como outras políticas necessárias para o direito à Educação para sujeitos que lidam com a terra.

A Educação Ambiental é mais um núcleo de pesquisa presente no PPGMPE. Entende-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade. Desta forma, produções coletivas e dissertações/produtos fazem da temática um núcleo de investigação do PPGMPE, fortalecendo as ações do Centro de Educação que por anos vem problematizando a situação
em tela.

Tomando o desafio de ampliar as possibilidades de cumprimento ao disposto na Lei nº 10.639/03 que estabelece a obrigatoriedade do ensino da história e cultura afro-brasileiras e africanas nas escolas públicas e privadas do ensino fundamental e médio; o Parecer do CNE/CP 03/2004 que aprovou as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileiras e Africanas; e a Resolução CNE/CP 01/2004, que detalha os direitos e as obrigações dos entes federados ante a implementação da lei compõem um conjunto de dispositivos legais considerados como indutores de uma política educacional voltada para a afirmação da diversidade cultural e da concretização de uma educação das
relações étnico-raciais nas escolas, desencadeada a partir dos anos 2000, o PPGMPE conta com um núcleo composto por professores e mestrandos que adotam a Educação para as relações étnico-raciais como espoco pode estudo.

O núcleo também busca intensificar as ações do Centro de Educação sobre a temática, tendo em vista o percurso de normatização decorrente da aprovação da Lei nº 10.639/03 necessitar ser mais conhecido pelos educadores e educadoras das escolas públicas e privadas do país. Ele se insere em um processo de luta pela superação do racismo na sociedade brasileira.

Desencadeia também reflexões sobre a postura do Estado, ao pôr em prática iniciativas e práticas de ações afirmativas na educação básica brasileira, entendidas como uma forma de correção de desigualdades históricas que incidem sobre a população negra em nosso país.

Os debates sobre currículos, culturas e subjetividades são temas que sustentam outro núcleo de pesquisa do PPGMPE. Agregando esforços às ações do Centro de Educação, bem como de outras universidades brasileiras que tensionam a composição de currículos prescritos, docentes e mestrandos do PPGMPE buscam contribuir com reflexões sobre novas possibilidades de compreensão dos currículos escolares, principalmente pelo fato de não
podemos continuar com a visão simplista do conhecimento limitada à transmissão de informações nos processos de ensinar e aprender. É preciso aumentar o número de vozes que questionem as interpretações por demais reducionistas que distancia o currículo de sua função principal, que o afasta dos aspectos relacionados às configurações sociais da educação e das relações de poder delas decorrentes. Isto pressupõe, sem dúvida, uma
discussão mais aprofundada dos aspectos ontológicos, epistemológicos e metodológicos que prevalecem na ciência, a partir das novas descobertas científicas e das novas realidades ecológicas, humanas, políticas e sócio-culturais.

Considerando os desafios existentes na formação inicial e continuada de professores, professores e mestrandos do PPGMPE tomam a temática como núcleo de análise. Diante disso, articulam saberes-fazeres e investigações acerca das possibilidades da formação de professores pesquisadores, bem como articulando essas discussões às condições de trabalho docente e de valorização do magistério, além da saúde do professor. Adotam como base o direito à Educação, desvelando reflexões sobre a formação de professores
dentro desta perspectiva.

As políticas de avaliação escolar e a avaliação da aprendizagem compõem mais um núcleo temático de investigação do PPGMPE. Os profissionais buscam tencionar os impactos das avaliações de larga escola na composição de políticas públicas e na questão do direito à Educação, problematizando/compondo, no processo, novas-outras contribuições para o
fortalecimento dos pressupostos teóricos da avaliação formativa e rompimento com abordagens positivas de avaliação do rendimento escolar. A medicalização da Educação e a Infância se constituem em outros dois núcleos temáticos que subsidiam as produções de alunos e professores do PPGMPE. Diante disso, busca-se contribuir com reflexões sobre os impactos da medicalização de alunos e professores no direito à Educação. No eixo
infância, adota-se a criança como um sujeito de direito e de conhecimento e um indivíduo que deve participar ativamente das várias questões existentes no meio social e escolar.

Destarte para o fato de os núcleos se inter-relacionarem, tendo e vistas as temáticas, na lógica de Boaventura de Sousa Santos (2008), se traduzirem umas nas outras, ou seja, encontrarem pontos de contato e similaridades. O PPGMPE vem estabelecendo profícuo diálogo e redes de colaboração com os núcleos de pesquisa e de laboratórios do Centro de Educação (já explicitados neste relatório), inclusive com a Secretaria de Educação a
Dist@ancia, contribuindo com o fomento de cursos de graduação, de capacitação e de especialização, envolvendo profissionais da Educação Básica, bem como outros profissionais que exercem função pública com interface com a área educacional. Em 2017, tivemos a articipação dos docentes do PPGMPE em Programas que incentivam a formação de
profissionais na área de Educação, a saber:

a) Graduação a Distância em Pedagogia – Curso ofertado pela Secretaria de Educação a Dist@ancia da Ufes.
b) Coordenação pedagógica do Curso de Especialização Educação, Pobreza e Desigualdade Social que formou 400 profissionais diretamente envolvidos com os processos de escolarização de crianças beneficiárias do Programa Bolsa Família e acometidos com contextos empobrecidos ou de extrema pobreza.
c) Coordenação do Seminário de Educação para as Relações Étnico-raciais, que atendeu profissionais de várias Secretarias de Educação do Estado do ES. Ação realizada em parceria com o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros do Centro de Educação da Ufes.
d) Mesa redonda para reflexão da Base Nacional Curricular Comum envolvendo alunos da graduação, da pós-graduação e profissionais da Educação. A ação foi realizada em parceria com o Centro de Educação da Ufes e o Núcleo de Pesquisa e Extensão em Currículos, Cotidianos e Culturas do Centro de Educação da UFES (NUPEC).
e) Mesa redonda para reflexão sobre os pressupostos do Projeto Escola Sem Partido envolvendo alunos da graduação, da pós-graduação e profissionais da Educação. A ação foi realizada em parceria com o Laboratório de Gestão da Educação Básica.
f) Seminários de formação dos profissionais da Educação que atuam no processo de alfabetização dos alunos do Ensino Fundamental, em parceria com o Núcleo de Estudos, Pesquisas em Alfabetização, Leitura e Escrita do Espírito Santo (Nepales).
g) Círculos de palestras envolvendo pesquisadores, graduandos e professores da Educação Básica para aprofundamento de temáticas da Educação Especial por meio de redes de colaboração com o Núcleo de Educação Especial (NEESP).

Além disso, vários professores/mestrandos do PPGMPE participam de projetos de pesquisa interinstitucional e Grupos de Pesquisa Interinstitucional com pesquisas em redes que contam com financiamentos, contribuindo, desta forma, para a socialização do conhecimento, potencialização da pesquisa em Educação, divulgação dos pressupostos dos Mestrados Profissionais em Educação e promoção de ações conjuntas desde a publicação de artigos em periódicos e capítulos de livros até a promoção de encontros/seminários e
coleta de dados.

O PPGMPE tem contribuído, de forma relevante, para a formação e desenvolvimento de núcleos e grupos de pesquisa, como já mencionamos no neste relatório. Todos os alunos de pós-graduação do mestrado atuam em redes públicas de ensino e retornam às suas regiões/municípios/locais de trabalho desempenhando funções relevantes de multiplicadores dos saberes construídos no transcorrer dos processos formativos, sejam eles desencadeados em outros cursos de graduação, pós-graduação ou em grupos
de pesquisa ativos, bem como nas Secretarias de Educação/Conselhos de Educação/unidades de ensino em que atuam.

Visibilidade:

A visibilidade do PPGMPE é favorecida pelas variadas atividades de extensão e de pesquisa que já vem sendo desenvolvidas por seus professores e pela divulgação de artigos em periódicos, organização de livros e capítulos de livros, além da participação em eventos científicos e entrevistas na mídia, como se pode ver na produção técnica dos docentes.

As atividades complementares descritas mostram diversas ações de difusão de conhecimento produzido no âmbito do PPPGMPE. Participação em grupos de pesquisa e vinculações a outros de universidades brasileiras e estrangeiras, composição e participação em eventos, publicações diversas e parcerias com Sistemas de Ensino da Educação Básica e do Ensino Superior vem oportunizam a divulgação do programa, bem como criando caminhos para maior socialização das pesquisas dos professores, assim como das
dissertações/produtos advindos das pesquisas acadêmicas dos mestrandos para a comunidade interna e externa à UFES.

Além disso, o PPGMPE se apresenta pela via de sua página na web (http://www.educacao.ufes.br) onde se disponibilizam informações que descrevem o Programa em seus aspectos formais, em suas relações dentro e fora do âmbito do PPGMPE e em sua dinâmica cotidiana. Na referida página, pode-se encontrar aspectos relativos às instâncias administrativas, o currículo do programa detalhado, indicando especificidades do curso de mestrado profissional em Educação, as ementas das linhas de pesquisa, os professores que a compõem e ementas das disciplinas. Também se informa sobre aspectos legais relativos ao PPGMPE: Regulamento; Normas de credenciamento,
recredenciamento e descredenciamento de docentes; Normas gerais de seleção de bolsistas, anualmente as Normas do processo seletivo ao Programa daquele ano, aspectos legais, calendários, até resultados de cada uma das etapas e resultados finais, são também disponibilizadas.

Quanto ao cotidiano acadêmico, disponibiliza-se a oferta semestral do curso com os respectivos docentes responsáveis, o calendário acadêmico, formulários de matrícula e outros necessários à vida acadêmica dos alunos. Busca-se garantir informação e transparência de todos os processos tornando público os movimentos e atividades do PPGMPE. Mantêm-se um calendário de eventos dentro e fora do Programa, palestras e outras atividades que dão dinâmica ao currículo vivido. Informações sobre atividades alternativas de formação também são apresentadas na página do programa, tais como:
palestras, eventos, dentre outros.

De acordo com normas da CAPES e do PPGMPE, ficarão disponíveis, na íntegra, por ano e autor, as dissertações/produtos defendidos. Tem-se envidado esforços para manter o site atualizado. Além disso, as dissertações/produtos ficarão disponíveis em versão impressa nas Bibliotecas Central e do Centro de Educação. Na página, o usuário encontra links importantes para conexão com CNPq, CAPES dentre outros órgãos.

Além da página virtual do programa, o PPGMPE vem fazendo divulgações de suas ações e de seus processos de seleção na página na própria Universidade Federal do Espírito Santo e do Centro de Educação/Ufes, ambientes que também têm contribuído para que os profissionais da Educação Básica e do Ensino Superior tomem conhecimento das possibilidades formativas trazidas pelo Mestrado Profissional em Educação.

É importante salientar a composição de parcerias com as Secretarias de Educação, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação do Espírito Santo (UNDIME) e União dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME) na divulgação dos processos de seleção, tendo em vista termos como foco os profissionais da Educação em atuação na Educação Básica e
docentes/técnicos do Ensino Superior que necessitam ser profundamente incentivados a comporem os cursos de Mestrado/Doutorado.

O PPGMPE também vem ganhando significativa visibilidade no meio educacional, situação aferida pelo número de candidatos inscritos no processo de seleção, bem como de candidatos aprovados. Já na primeira turma, contamos com 122 inscrições e 22 alunos aprovados, representando 10 municípios do Estado do Espírito Santo. O fato de contarmos com mestrandos residentes em vários municípios contribui para visibilidade do programa, bem como da socialização de suas ações e dos seus processos de seleção. Há grande expectativa para os próximos processos de seleção, tendo em vista uma procura recorrente por informações de candidatos interessados e residentes dentro e fora do Estado do Espírito Santo, seja pela via de e-mails encaminhados ao PPGMPE, telefones, presença física nas dependências do programa e consultas aos mestrandos participantes da primeira turma.

O referido programa tem ganhado visibilidade em uma página virtual no facebook, denominada Ppgmpe Ufes, onde podemos socializar fotos, eventos, atividades e processos de seleção . Com essas alternativas, tem-se ampliado as possibilidades de visibilidade do PPGMPE, favorecendo uma maior circulação de sua proposta e do despertar do interesse dos profissionais da educação pelo Curso de Mestrado Profissional em Educação.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910